Paraibano é eleito presidente da Comissão do Impeachment no Senado

O senador Raimundo Lira (PMDB-PB) foi confirmado, na terça-feira (26 de abril), para presidir a comissão especial que vai julgar o impeachment de Dilma Rousseff no Senado.

O nome de Lira foi eleito por aclamação nos primeiros minutos da reunião. Mais velho dentre os senadores, ele abriu a reunião na presidência, passou o cargo para Ana Amélia (PP-RS) para sua eleição e retomou o posto em seguida.

Indicado pelo PMDB, Lira é apontado como um parlamentar discreto e, por isso, agradou inclusive ao PT. Ele chegou a ser cogitado para ser líder do governo no Senado após a queda de Delcídio do Amaral (ex-PT-MS), preso em 2015. O senador entrou no lugar do ministro Vital do Rêgo Filho, que atualmente estar no Tribunal de Contas da União.

raimundoliraEssa é a primeira reunião da comissão especial no Senado. Na segunda-feira, os 21 titulares e 21 suplentes, foram eleitos de forma simbólica no plenário da Casa. Dentre os votantes, apenas cinco defendem abertamente a permanência da presidente Dilma Rousseff no cargo.

O plenário da Casa, hoje com maioria pró-abertura do processo de impeachment, pode votar o caso no dia 11 de maio, de acordo com o calendário definido por Lira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × dois =