“Eles não acreditam em democracia”, diz Lula em manifestação em São Paulo

O ex-presidente Lula fez discurso acalorado na manifestação em defesa do governo, na avenida Paulista.

“O que vocês estão fazendo aqui espero que seja uma lição para aqueles que falam em democracia, mas não acreditam na democracia”, disse.

“O povo não quer que democracia seja apenas uma palavra na constituição. Ele quer trabalhar de verdade, estudar de verdade, ter direitos”, reforçou.

Ao falar da sua ida para o Ministério da Casa Civil, ele afirmou que aceitou o convite para ajudar Dilma. “Eu não vou lá pra brigar. Eu vou lá pra ajudar a companheira Dilma a fazer as coisas que ela tem que fazer no país”, disse.

O ex-presidente justificou sua nomeação: “Na hora que a companheira Dilma me chamou, relutei muito desde agosto do ano passado a aceitar voltar ao governo. Ao aceitar voltei a ser Lulinha paz e amor. Não vou para brigar, vou ajudar a companheira Dilma a fazer as coisas que tem que fazer nesse país. Não vou achando que os que não gostam de nós são menos brasileiros que nós”, explicou.

As manifestações a favor da presidente Dilma Rousseff e de seu antecessor e ícone da esquerda, Luiz Inácio Lula da Silva, reuniram 267 mil pessoas em 55 cidades do país, segundo estimativas da polícia divulgadas pela imprensa.

Os organizadores informaram ter mobilizado 1,2 milhão de pessoas cinco dias depois dos protestos da oposição, que pediram a saída da presidente e reuniram mais de três milhões de pessoas.

Fonte: Brasil 247, IstoÉ Dinheiro e Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 − um =